Um som “maior”

In blog by zasnicoff

Veja como conseguir um som “grande” de bateria, guitarra ou virtualmente qualquer instrumento, sem precisar alugar salas grandes, nem agendar uma gravação na igreja do bairro.

***** INCLUINDO CLIPS PARA DOWNLOAD *****

som_grandeMuitos são os discos clássicos que foram gravados em grandes salas, estúdios históricos com centenas de metros quadrados ou mansões alugadas. Tudo em nome do “som grande”. 

Quando digo grande, não me refiro exatamente ao tempo de reverberação da sala, nem particularmente ao volume do áudio ou compressão do instrumento na mixagem final. A sensação sonora de “grande” depende de muitos fatores além destes citados, como: tipos de revestimento da sala, posicionamento do instrumento e dos microfones, intensidade e atraso das reflexões primárias e secundárias, perfil e decaimento da reverberação.

Não é a toa que ainda é bastante complicado simular uma sala real através de plugins. Mesmo com toda a tecnologia disponível, alugar uma sala grande e bem tratada ainda é uma das maneiras mais seguras e efetivas de se conseguir aquele som desejado, daqueles discos clássicos que não nos cansamos de escutar.

Infelizmente, nem sempre podemos ter acesso a uma sala grande. Seria muito bom se pudéssemos chegar a um resultado satisfatório dentro do nosso home studio, certo?

Um dos caminhos é o reverb artificial, na forma de plugins ou equipamentos. É preciso experimentar, gastar um tempo configurando e escutando os resultados. E principalmente, lembrar que o “reverb” é muito mais do que um ajuste do tempo de reverberação. Sabe aqueles controles de damping, EQ, diffusion, early reflections e pre-delay do seu plugin de reverb? Eles não estão ali enfeitar, são extremamente importantes na simulação do efeito desejável.

Particularmente, atente para o ajuste de tempo de pre-delay.

O pre-delay é o pequeno tempo de atraso entre o som direto e as primeiras reflexões. Representa, assim, a distância das primeiras superfícies refletoras da sala virtual e, portanto, seu tamanho aparente. É incrível como este ajuste, por si só, pode causar uma sensação completamente diferente no som resultante.

E é deste conceito que tiro a dica para aumentar o som das suas gravações.

Ao invés de experimentar vários reverbs e gastar um bom tempo configurando os parâmetros, utilize um microfone secundário ao captar seu instrumento, o mais afastado possível da fonte sonora. Digamos, violão numa extremidade da sala, com seu mic próximo, e um outro mic de “sala” na parede oposta.

Na grande maioria dos Home Studios, este microfone de sala, do que jeito que foi captado, não será muito útil na mixagem. Por estar relativamente próximo ao outro mic (poucos metros) e devido ao pequeno tamanho da sala, o som captado por ele tem alto grau de semelhança (co-relação) com o outro mic e não chega a soar como um “reverb”. Quando mixado ao mic próximo, não consegue criar a sensação de “tamanho” ou reverb que esperaríamos. No máximo, um efeito de dobra, aumento de corpo ou leve ambiência. Aliás, em alguns casos e dependendo do seu volume no mix, pode até causar problemas de cancelamento que alteram o timbre natural do instrumento.

No entanto, se atrasarmos este mic de “sala” alguns mili-segundos, ele passa a se comportar como um som ambiente (quase um reverb) que chega claramente depois do som direto. Talvez ainda seja necessário adicionar um reverb artificial para ajustar o timbre e criar uma cauda de reverberação. Mas com este truque, já conseguimos criar a impressão de uma sala bem maior, fazendo uma gravação soar “maior”.

O melhor de tudo é que não estamos simulando ou sintetizando o som. Ele realmente existe e foi gravado, o que costuma ser bem mais convincente do que a maioria dos plugins. Somente está artificialmente atrasado em relação ao som direto, como se representasse reflexões primárias que chegam ao ouvinte após um breve instante de tempo.

Quanto tempo?

Experimente algo em torno de 25ms (de 15 a 35ms). Valores acima disso podem criar ecos distintos e valores inferiores não criam o efeito desejado.

(Para mais informações sobre os vários efeitos causados por delays e diferentes tempos de atraso, veja este Tutorial sobre Delays em 8 artigos.)

Para criar o atraso, talvez seja mais fácil deslocar a pista no software do que usar um plugin de delay. Experimente também filtrar os agudos desta pista a partir de cerca de 5kHz, para um efeito mais convincente de som distante e refletido!


Como sempre digo, ao invés de usar truques, o ideal seria captar toda e qualquer gravação já com o timbre e efeitos desejáveis. A velha história da foto perfeita.

Já que nem sempre isto é viável, esta dica pode ajudar. Estas são as diferentes técnicas para se buscar o mesmo objetivo, por ordem de prioridade / eficácia. A dica de hoje refere-se ao item 3:

1 – Já captar com ambiência e reverb natural, de acordo com as intenções da produção, usando o menor número possível de microfones, numa sala apropriada
2 – Captar ambiência / reverb com microfones adicionais numa boa sala, em posições bem estudadas, a serem mixados depois com o som direto
3 –  Captar ambiência com mic adicional numa sala não apropriada, na melhor posição possível, equalizar e atrasar na mixagem
4 – Captar somente o som direto, tão seco quanto possível, e utilizar plugins de espacialidade



***** CLIPS PARA DOWNLOAD E PRÁTICA ***** (use o botão direito do mouse para download)

[audio:http://academiadoprodutormusical.com/wp-content/uploads/bateria_direto.mp3]DOWNLOAD -> INSTRUMENTO – Bateria, mic mono cardioide, som direto, aproximadamente 1,5m distância



[audio:http://academiadoprodutormusical.com/wp-content/uploads/bateria_sala.mp3]DOWNLOAD -> SALA – Bateria, mic mono omni, som ambiente, aproximadamente 5m distância, dentro do sotão

Obs.: O som de “sala” não está tão próximo como num home studio padrão e já soa bastante difuso, por ter sido captado dentro do sotão. Portanto, talvez não seja necessário atrasá-lo mais do que 10 ou 15ms. Experimente!



Quando fizer suas experiências, coloque aqui nos comentários um link para seu áudio, assim todos podem escutar o resultado e comentar.

Agora mãos a obra, coloque aquele mic abandonado para funcionar, use e abuse do efeito de pre-delay!