Produção com Loops

In blog by zasnicoff

Dr. Rex do Reason. Tocador de Loops.Loops são trechos de áudio que podem ser tocados repetidamente, soando como se fossem uma gravação contínua. Esta particularidade, aliada aos recursos de manipulação do som, fazem deles uma grande ferramenta da produção musical, sobretudo nas fases da pré-produção, onde precisamos experimentar frases, timbres e ritmos variados.

Os loops mais comuns são percussivos, 4 ou 8 compassos de uma levada de bateria, que podem ser concatenados no seu software de produção, processados, “mutados”, equalizados e comprimidos, gerando uma base rítmica sobre a qual o restante da música se desenvolverá. Exemplo: produtor e vocalista precisam fazer uma gravação guia, que posteriormente será a base de gravação para os vocais e demais instrumentos dentro do estúdio. Entre outras utilidades, este registro de voz servirá para teste de tonalidade e andamento, auto-crítica do vocalista, nuances das performances e seleção de microfones. O problema é que a bateria ainda não foi gravada. Nem o baixo. Como fazer com que o vocalista possa registrar sua voz na afinação e tempo corretos? É aí que entram os loops.

Construindo uma base por loops, o produtor pode facilmente alterar o andamento e a tonalidade, sem a necessidade de regravar instrumentos. Melhor ainda, sem precisar gravar nada, seguindo direto para as guias do vocal. Em paralelo, pode-se gravar uma base de violão e outra de baixo, enquanto todos os músicos interagem, escolhendo o melhor “groove” para aquela música. Depois de poucas gravações, todos saberão qual o estilo mais apropriado para o ritmo da música, se o andamento está na velocidade adequada e qual a melhor afinação para a banda.

É importante que o produtor possua uma boa biblioteca de loops, bem organizada e variada, para que os trechos de áudio e estilos desejados sejam rapidamente encontrados e utilizados. Os principais formatos de loops do mercado são:

– ACID, da Sony. Tecnicamente, nada mais do que um arquivo wave, com extensão WAV. Porém, incluem informações de tempo e tonalidade, permitindo que o software faça os ajustes necessários, de acordo com a sessão de trabalho. Além disso, eles são cirurgicamente recortados, para que a ligação dos trechos consecutivos soe natural. Quando o andamento de um loop “acidized” é alterado, o aúdio é esticado ou comprimido para se encaixar na mesma quantidade de compassos. Isso faz com que o timbre se altere e é por isso que um arquivo ACID de 100bpm não deveria ser utilizado em um projeto de 60bpm. Porém, deverá funcionar muito bem em 90 ou 110bpm.

Ouça este exemplo de um loop ACID. O loop original de 2 compassos toca em sequência duas vezes e depois é acelerado e transposto um tom abaixo..

[audio:http://academiadoprodutormusical.com/wp-content/uploads/loop1.mp3]

– REX, da Propellerhead. Possuem a extensão REX, sendo previamente “picotados” em fatias. Por exemplo, no caso de um arquivo de bateria, existe uma sub-divisão com o som do bumbo, outra com a caixa, outra com o prato de condução e assim por diante. Quando o seu software altera o andamento da música, essas fatias são automaticamente reposicionadas, de maneira que o som resultante pareça real, no andamento desejado. Afinal, se o bateirista tocar mais lento ou mais rápido, com a mesma intensidade, o timbre da caixa não deveria se alterar. Por outro lado, grandes mudanças de tempo podem criar espaços sem aúdio entre uma fatia e outra, ou sobreposição exagerada das fatias, alterando a sonoridade.

Neste próximo exemplo, o loop REX de 2 compassos toca uma vez no andamento original e depois é acelerado de 83 para 103bpm.

[audio:http://academiadoprodutormusical.com/wp-content/uploads/loop2.mp3]

A grande maioria dos pacotes DAW (Digital Audio Workstation) pode operar com estes dois formatos e inclusive permite que você crie seus próprios loops ACID e REX a partir de gravações próprias. Foi o que fiz com os dois loops acima. Para quem está precisando incrementar a biblioteca de loops, a Sony começou a oferecer pacotes para download de vários estilos e instrumentos musicais, a preços bem razoáveis. Visite este site para maiores informações.

Use e abuse dos loops antes de agendar o estúdio! Muitas músicas que ouvimos todos os dias são baseadas em loops comerciais e nem por isso deixam de ser originais e criativas.